O Governo dos Estados Unidos da América (EUA) agradeceu hoje às autoridades sul-africanas pela sua transparência na comunicação em relação à nova variante do vírus da COVID-19, Omicron, considerando-a um exemplo para o resto do mundo.

O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, manteve uma conversa telefónica com a sua homóloga sul-africana, Naledi Pandor, a quem transmitiu o seu apreço pela cooperação em matéria de saúde pública entre os dois países, disse o Departamento de Estado num comunicado.

Citado pela Lusa, Blinken elogiou também a “identificação rápida” da nova variante do Coronavírus por parte dos cientistas sul-africanos.

A detecção desta nova variante na África Austral é preocupante para a comunidade científica porque apresenta uma amálgama de mais de 30 mutações que, embora algumas tenham sido observadas noutras variantes, como a Beta, esta é a primeira vez que são vistas juntas.

Os receios desta nova variante levaram vários países em todo o mundo, incluindo na União Europeia, a encerrar o tráfego aéreo de países da África Austral, em particular da África do Sul e do Botsuana.

Os EUA, Espanha, França, Itália, Reino Unido, Alemanha, Holanda, Singapura, Canadá, Áustria e Israel estão entre os países que suspenderam temporariamente as viagens ou anunciaram que irão impor restrições.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.