Os canais do Estado Islâmico divulgaram, esta quinta-feira, informações e reportagem fotográfica, dando indicações de que atacaram uma posição das forças moçambicanas e seus aliados da SADC, na província de Cabo Delgado.

Segundo os meios de propaganda do EI, no ataque ocorrido a 19 de Setembro corrente, além de tirar a vida de sete militares moçambicanos e da SAMIM, os terroristas assumem terem queimado duas viaturas e capturado diverso armamento para além de roubo de bens.

Nos registos da “Carta”, trata-se de uma emboscada à unidade das FDS, na região do rio Nkundi, que separa as aldeias V Congresso e Quitama, no distrito de Nangade. 

 

Nesta região, entre quinta-feira e domingo, as forças moçambicanas e seus aliados da SADC destruíram bases de terroristas previamente identificadas. Entretanto, um dia depois, uma coluna das forças conjuntas caiu numa emboscada, na qual foram reportadas baixas e alguns feridos. (Carta)

 

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.