A ACDI/VOCA está a recrutar um Especialista em Capacitação (m/f), para Nampula, em Moçambique.

Descrição
  • O projecto Resiliência Integrada na Nutrição e Agricultura (FTF RESINA) é uma iniciativa de cinco anos para apoiar os agricultores das províncias de Nampula e Zambézia de Moçambique através de uma abordagem dos sistemas alimentares locais (LFS). Esta abordagem integra capacidades de adaptação às alterações climáticas centradas na inovação, soluções de água a preços acessíveis, e agricultura sensível à nutrição. A nossa abordagem baseia-se na análise e compreensão das características dos sistemas agro-alimentares locais e do que os torna vulneráveis a choques e fatores de stress. O projecto FTF RESINA, iniciado em maio de 2022, é financiado pela FTF/USAID, e implementado pela ACDI/VOCA e os seus membros do consórcio, iDE e ideiaLab. O objectivo geral do programa é criar um sistema alimentar mais resistente nas regiões em que trabalhamos. Especificamente, o programa irá melhorar a resiliência e prosperidade de pelo menos 50.000 agregados familiares em distritos selecionados de Nampula e Zambézia ao longo da vida do projecto
  • O Especialista em Capacitação será responsável pela construção de capacidade institucional e humana através da implementação em todas as IR’s da FTF RESINA. Desenvolverão uma estratégia de desenvolvimento de capacidades e implementarão e coordenarão intervenções de desenvolvimento de capacidades. Esta pessoa fornecerá orientação técnica e apoio à sua equipa, bem como apoio através de outras equipas técnicas. O Especialista em Capacitação contribuirá significativamente para a teoria de mudança do projecto e desempenhará um papel essencial para assegurar que a Atividade tenha uma orientação e apoio claros, oportunidades de iniciativa pessoal, e as competências para melhorar continuamente o desempenho
  • Supervisão: Este cargo reporta ao Gestor de Coordenação Interinstitucional
Funções
  • Equipa de Apoio Lidera com apoio de capacidade para estrategizar, conceber, e executar eficazmente o seu plano de trabalho
  • Capacitar os agentes do mercado para serem donos e liderarem o processo de adopção de recomendações de capacidade técnica e administrativa, o que melhorará a sua capacidade de desempenho no sector agrícola
  • Identificar parceiros apropriados (fornecedores de BDS, organizações de formação, agências do sector público), documentar o seu estatuto e necessidades de intervenção, e adoptar as medidas mais adequadas para os tornar eficazes e eficientes
  • Identificar os motores de mudança e desenvolver estratégias para alavancar/facilitar os seus investimentos, inovação e risco (quando necessário)
  • Acompanhar de perto o desempenho dos atores e documentar todas as mudanças (tanto qualitativas como quantitativas) em conformidade com o quadro de M&A do programa para acompanhar o processo de transformação. Assegurar que todos esses dados e informações sejam partilhados no âmbito do programa
  • Ajudar a equipa de M&E a alimentar o sistema MIS com dados
  • Identificar as necessidades STTA que apoiam o programa de capacitação e formação. Ajudar no processo de recrutamento/contratação (identificação de necessidades, SOW, pedidos) e rever os seus relatórios e resultados
  • Utilizar o Fundo TPI do projeto (fundo de subvenções) para conceitos e implementação de subvenções adequadas. Conceber subvenções que facilitem a adopção dos objectivos do programa
  • Orientar a equipe da FTF RESINA através do plano de integração da perspectiva de género e do plano de gestão ambiental para assegurar que são incorporados nas suas operações diárias
  • Trabalhar de perto com os chefes de equipa e o pessoal para integrar e coordenar as actividades do programa, utilizar eficazmente o equipamento e os recursos do projecto, e comunicar claramente com os atores multi-programas sobre mensagens comuns e assistência unida
  • Contribuir para a preparação e elaboração das componentes de capacitação dos relatórios trimestrais e anuais, bem como de outras publicações do projecto, conforme necessário
  • Utilizando uma abordagem de equipa, formular o plano anual de implementação do programa de capacitação, liderar a sua implementação, e utilizá-lo para monitorizar e relatar os resultados
  • Envolver activamente as partes interessadas no programa no que diz respeito ao desenvolvimento de capacidades, incluindo organismos financeiros, ONG, agências governamentais, universidades, atores da cadeia de valor, outros programas de doadores, e parceiros estratégicos
  • As declarações acima destinam-se a descrever a natureza geral e o nível de trabalho que está a ser realizado pelas pessoas afetadas a este cargo. Não devem ser interpretadas como uma lista exaustiva de todas as responsabilidades, deveres e aptidões exigidas ao pessoal que ocupa este cargo. Os empregados podem desempenhar outras funções relacionadas para satisfazer as necessidades contínuas do programa de tempos a tempos
Requisitos
  • Licenciatura universitária em agricultura, negócios, ou campo relacionado
  • Mínimo de seis anos de experiência progressivamente responsável na gestão do desenvolvimento de capacidades, de preferência com uma ONG internacional
  • Equivalente combinação de educação e experiência
  • Demonstrou compreensão das melhores práticas, e capacidade comprovada de se manter a par das abordagens emergentes e de se adaptar às mesmas
  • Excelente capacidade de pensamento crítico e bom senso
  • Capacidade comprovada de gerir e organizar com sucesso o pessoal
  • Boa capacidade de comunicação. Capacidade de comunicar eficazmente com pessoas a todos os níveis, tanto dentro como fora da empresa
  • Fortes capacidades de comunicação escrita, incluindo capacidade demonstrada para escrever os documentos necessários de forma clara, concisa e bem-organizada
  • Demonstrou sólidos conhecimentos informáticos usando no Microsoft Office Suite, especialmente Word, Excel e PowerPoint
  • Capacidade demonstrada para atuar eficazmente numa atmosfera de múltiplos projetos, mudanças de prioridades, e pressões de prazos
  • Fortes capacidades de mentoria e de construção de equipas
  • Capacitate de viajar frequentemente
  • Boas capacidades interpessoais com a capacidade de construir relações pessoais com o pessoal, parceiros doadores e líderes governamentais a todos os níveis, de uma forma culturalmente sensível
  • Fluência em português, escrita e oral. Fluência em inglês altamente desejável
Notas
  • Indique a fonte desta vaga na sua candidatura: emprego.co.mz
  • Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados
  • Os nacionais moçambicanos são fortemente encorajados a candidatarem-se
  • As candidaturas serão prontamente revistas após recepção; apenas os finalistas serão contactados. A ACDI/VOCA é um empregador que não discrimina (equal opportunity employer). As mulheres, minorias e pessoas de diversos grupos são encorajadas a candidatarem-se. A ACDI/VOCA nunca solicitará pagamento ou cobrará uma taxa para a candidatura à qualquer cargo
Como se Candidatar
1. Documentação
  • Carta de Apresentação
  • Curriculum Vitae
2. Candidatura

Detalhes

Perguntas Frequentes

Como posso candidatar-me a vagas através do emprego.co.mz?

Ler artigo

 

Fonte:Emprego

Leave a Reply

Your email address will not be published.