Published On: Sat, May 23rd, 2020

Encerrados oito dos 17 túneis que existem na Beira

Encerrados oito dos 17 túneis que existem na Beira

Foram instalados nas últimas três semanas 17 túneis de desinfecção massiva na cidade da Beira, província de Sofala. Destes oito estão sob alçada da edilidade que iniciou nas primeiras horas da manhã deste sábado, a encerra-los.

A medida vem responder ao posicionamento do Ministério da Saúde, que desaconselhou o uso dos mesmos, alegando que um  estudo indicou  que os túneis são prejudiciais à saúde, nomeadamente danos na pele, nos olhos e nas vias respiratórias, devido ao cloreto usado nas máquinas.

O processo de encerramento dos mesmo  deixou desapontados os munícipes  que indicaram que o Ministério da Saúde devia ter desaconselhado a instalação dos mesmos há bastante tempo, ou mesmo nunca  devia ter permitido a montagem dos túneis.

“Passei pelos túneis dezenas de vezes convencido que estava a lidar com um dos melhores processos de desinfecção. Até mobilizava toda a  minha família para, uma vez por semana, entrarem nos túneis. Quase um mês depois desaconselham o seu uso alegando que o mesmo e prejudicial a nossa saúde. E agora? O que será da nossa saúde. Acho que o Ministério deveria ter feito estudos logo que foi montado o primeiro túnel na cidade de Chimoio, em vez de aplaudir a sua montagem para depois desaconselhar o seu uso”, lamentou André Rafael, munícipe  beirense.

E o grupo SOS Corona, composto por empresários da Beira, muito empenhados em campanhas de prevenção da COVID-19 no país,  que desde o início contribuiu na mobilização de fundos e fabricação dos túneis,  orçados em cerca de 60 mil meticais cada, por acreditar que os mesmos eram bastante uteis para desinfecção, está igualmente desapontado.

“Há uma responsabilidade do governo por omissão, por ter ficado calado este tempo todo. Note que já passam dois meses desde que o primeiro túnel entrou em funcionamento na cidade de Chimoio. Esta omissão é prejudicial as organizações e pessoas que estão a envidar todo o esforço para travar a propagação da doença. Mas a SOS corona não foi feito criado para fabricar tuneis dai que vamos continuar com as nossas actividades com medidas que seja mais eficazes para travar o novo coronavírus”, lamentou e garantiu Gilberto Correia, um dos membros co-fundador do grupo SOS Corona.

O edil da Beira que esteve a monitorar o encerramento dos oito túneis  exortou aos munícipes para não negligenciarem as medidas de prevenção depois de encerramento dos mesmo.

“Continuemos a seguir rigorosamente com todas as medidas de prevenção e vamos aguardar por indicações do Ministério da Saúde em relação aos melhores métodos de prevenção. É preciso perceber que a COVID-19 é uma doença nova e em estudo dai que temos que esperar a  alteração de recomendações a qualquer momento”.  

 

Fonte:O País

Leave a comment

XHTML: You can use these html tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Compre e Venda

Vendas Online