Designada “Purchasing Managers Index” (PMI), a análise mensal, elaborada pelo Standard Bank Moçambique, constatou que, tal como em Outubro, em Novembro último, as empresas do sector privado, em Moçambique, continuaram a recuperar-se da crise provocada pela propagação do novo coronavírus (Covid-19).

 

A análise fundamenta a recuperação com o facto de o nível de produção e volume de novas encomendas das empresas estar perto da estabilização, o que revela uma diminuição do impacto causado pela Covid-19.

 

Em termos de número, a nossa fonte demonstra que, em Novembro passado, o principal valor calculado pelo inquérito PMI registou 49,4 pontos, o nível mais alto dos últimos oito meses, relativamente aos 48,1, em Outubro, aproximando-se do limiar neutro de 50,0 valores.

 

Como resultado dessa recuperação, os autores do PMI verificaram que, no mês em análise, as empresas aumentaram o número de trabalhadores à taxa mais rápida dos últimos nove meses, embora a falta de poder de compra tenha contido os esforços para expandir os níveis de inventário. Por seu lado, anota a análise, as pressões sobre os custos dos meios de produção continuaram a cair, confirmando a primeira descida dos encargos com a produção desde Junho.

 

“Com o abrandamento do declínio, as empresas ficaram mais confiantes em relação ao próximo ano, na medida em que se observaram, durante o mês de Novembro, as melhores previsões relativamente ao aumento da produção dos últimos três meses. As esperanças foram, sobretudo, associadas a novos investimentos e às expectativas de um fim da pandemia de Covid-19”, refere a fonte que temos vindo a citar.

 

Os autores do PMI constataram ainda que, em Novembro, os stocks de meios de produção diminuíram ligeiramente, ao passo que a actividade de compra permaneceu inalterada após um ligeiro aumento em Outubro.

 

Numa nota mais positiva, sublinha o documento, verificaram-se novas melhorias no desempenho dos fornecedores, no sentido em que os tempos de entrega foram reduzidos pelo terceiro mês consecutivo.

 

Apesar da recuperação, consta do PMI que as pressões sobre os custos continuaram a enfraquecer as empresas, durante o período do inquérito, em Novembro, na sequência de uma descida dos preços dos meios de produção, facto que reforçou os esforços promocionais, tendo em conta que os preços médios praticados diminuíram pela primeira vez em cinco meses.

 

Referir que o PMI do Standard Bank Moçambique é feito com base em respostas aos questionários enviados aos directores de compras de um painel de cerca de 400 empresas do sector privado. O painel é estratificado por sector específico e dimensão das empresas em termos de número de colaboradores, com base nas contribuições para o Produto Interno Bruto (PIB). Os sectores abrangidos pelo inquérito incluem a agricultura, a mineração, o sector manufactureiro, a construção, o comércio por grosso, o comércio a retalho e os serviços. (Carta)

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.