Bilionário informou a regulador americano que US$ 6,25 bilhões que teriam essa origem serão fornecidos a partir de seu patrimônio. Com a mudança, ele se compromete a levantar US$ 33,5 bilhões para concluir transação. Elon Musk
Reuters
Elon Musk deixará de usar empréstimos que estariam vinculados às suas ações da montadora Tesla como garantia para financiar a compra do Twitter. De acordo com o bilionário, os US$ 6,25 bilhões (R$ 30 milhões, na cotação de 25 de maio) que seriam obtidos dessa forma virão de sua própria fortuna.
A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) foi comunicada pelo empresário na terça-feira (24). Segundo o órgão, Musk declarou o vencimento de uma série de empréstimos que tinham sido incluídos no plano de compra do Twitter.
Elon Musk diz estar comprometido com compra do Twitter, após anunciar suspensão do acordo
Por que Elon Musk decidiu colocar compra do Twitter ‘de molho’
Musk se comprometeu a fornecer os US$ 6,25 bilhões por meio de seu patrimônio, mas o documento da SEC não detalha de onde vai sair o dinheiro.
Em 4 de maio, ele já havia informado que outros US$ 6,25 bilhões também deixariam de ser obtidos por meio de empréstimos. O empresário garantiu o valor com um grupo de investidores, que inclui o cofundador da Oracle Corp, Larry Ellison, e o príncipe saudita e acionista do Twitter Alwaleed bin Talal, que inicialmente era contra a compra.
Com as mudanças, o valor com que o bilionário está se comprometendo na transação saiu dos US$ 21 bilhões iniciais para R$ 33,5 bilhões.
Fundador da SpaceX e da Tesla, Musk é a pessoa mais rica do mundo. Ele tem fortuna avaliada em US$ 200 bilhões, de acordo com a Forbes.
Em abril, ele chegou a um acordo para comprar o Twitter por US$ 44 bilhões (cerca de R$ 210 bilhões). A oferta foi aceita pelo conselho de administração da empresa, mas precisa ser aprovada por acionistas e órgãos regulatórios. A expectativa é de que a transação seja concluída ainda este ano.
Musk chegou a dizer que o acordo estava temporariamente suspenso enquanto ele aguardava dados sobre o número de contas falsas na rede social. Depois, ele afirmou que ainda estava comprometido com a compra, mas que sua equipe faria testes para identificar bots.
Quem é Elon Musk, bilionário eleito ‘Personalidade do Ano’ pela revista ‘Time’

Globo Tecnologia

Leave a Reply

Your email address will not be published.