AS BOAS perspectivas de produção agrícola que se abrem na presente agrícola no distrito da Matola, província de Maputo, mercê da queda regular das chuvas, trazem uma esperança renovada de que as metas de produção previstas para este ano serão alcançadas.

O administrador do distrito, Júlio Parruque, considera que a recente medida do Governo de interdição temporária da importação de frango constitui uma oportunidade para a intensificação do compromisso de incrementar a produção local, considerando que a indústria avícola constitui a bandeira do distrito.

Falando, quinta-feira, na abertura da I sessão do Conselho Consultivo do distrito da Matola, Júlio Parruque afirmou que, sendo o Fundo de Desenvolvimento Distrital (FDD) uma das principais fontes para a realização das actividades produtivas, há toda a necessidade de todos se esforçarem no sentido de garantir o aumento do nível de reembolsos.

Enalteceu o empenho e abnegação dos membros do órgão e de mais intervenientes, afirmando que se tratou de esforço que permitiu lograr sucessos nas actividades programadas para 2016, não obstante as adversidades que caracterizaram o ano, desde os desafios orçamentais e as calamidades naturais como a seca, estiagem e os vendavais.

“Podemos depreender que o financiamento de 78 projectos aprovados por este órgão, num valor total de 4.7 milhões de meticais, o correspondente a 70 porcento das propostas, foi bastante para tornar positivo o nosso desempenho. O nível de reembolso atingiu aproximadamente 550 mil meticais, o correspondente a 16 porcento do valor total esperado”, destacou o dirigente, revelando que a produção global do distrito foi de 45 mil milhões de meticais, o ano passado.

Lembrou que a superação dos desafios depende, particularmente, do desempenho do órgão, acrescentando que a realização da sessão do Conselho Consultivo constituiu uma ocasião oportuna para a reflexão sobre as actividades planificadas pelo Governo do distrito para o presente ano.

“A promoção da participação da população na implementação exacta das iniciativas de desenvolvimento local, tais como o fomento da produção avícola, criação de negócios locais, produção e comercialização agrícola, deve ocupar a agenda de todos nós, na perspectiva de criar o bem-estar da população”, disse.

Na sessão, foram discutidas outras questões fundamentais, como o plano operativo de produção de alimentos, balanço das actividades desenvolvidas em 2016, o Plano Económico e Social do distrito para 2017, bem como apreciação sobre o nível de reembolso do FDD e os critérios e procedimentos usados no financiamento de projectos.

Fonte:http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/politica/66624-dos-membros-do-conselho-consultivo-administrador-da-matola-exige-maior-envolvimento-na-producao.html

Leave a Reply

Your email address will not be published.