O número de infecções por Coronavírus tende a aumentar na vizinha África do Sul. Só nas últimas 24 horas, foram registados mais de 11 mil casos. Segundo o Ministério da Saúde sul-africano, o pico está a registar-se em quase todas as províncias.

Os novos casos diários da COVID-19 na África do Sul quase triplicaram em três dias, de acordo com novos dados divulgados na quinta-feira, levantando alarmes sobre a possível disseminação da nova variante Ómicron recentemente detectada pelos cientistas do país.

Nesta quinta-feira, foram registados cerca 11.535 casos do novo Coronavírus na África do Sul, um aumento de 24 por cento em relação aos dados da passada quarta-feira, em que  4.373 pessoas testaram positivo para a COVID-19.

A maioria das novas infecções está na província de Gauteng, ao redor da região metropolitana de Joanesburgo, com 8.280 casos.

Segundo o ministro da Saúde sul-africano, Joe Paahla, as infecções por novo Coronavírus estão a aumentar rapidamente em todo o país, onde para além da província de Gauteng, destaque vai para KwaZulu-Natal, Limpopo e Mpumalanga.

O dirigente reiterou o apelo para que as pessoas completem a segunda dose de vacinação, devido à alta transmissibilidade da nova variante.

Face ao aumento dos casos, as autoridades da saúde estão a reaproveitar as camas, reabrir alguns hospitais de campanha, e a preparar o sistema de saúde do país. “Vamos voltar às coisas que fizemos à corrida até ao pico da primeira onda, a segunda onda e a terceira onda. A terceira onda foi muito maior para nós”, disse o ministro.

De acordo com a News24, testes indicam que a variante Ómicron está a espalhar-se rapidamente e agora está em cinco das nove províncias da África do Sul.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.