Os documentos eram supostamente usados para a falsificação de cartões SIM das várias operadoras de telefonia móvel. Segundo informações enviadas à nossa Redacção, tudo indica tratar-se de uma rede grande, em que estão envolvidos funcionários da Direcção Nacional de Identificação Civil (DNIC).

 

“Os BI’s são recebidos na Direcção Provincial de Identificação Civil, alguém os tira e entrega a vários indivíduos estranhos que usam para registar cartões SIM e depois devolvem-nos à DNIC e estes, posteriormente, mandam para os distritos e entregam aos legítimos titulares”, refere a fonte.

 

Entretanto, o porta-voz da DNIC, Alberto Sumbana, disse à “Carta”, quando convidado a comentar sobre o assunto, que não tinha conhecimento deste caso e prometeu apurar em que província o mesmo ocorreu. Porém, até ao fecho desta edição, ainda não se tinha pronunciado. (Carta)

Fonte: Carta de Moçambique

Leave a Reply

Your email address will not be published.