A GIZ está a recrutar um Assessor para o Desenvolvimento do Sistema Financeiro (m/f), para Beira, em Moçambique.

Descrição
  • A GIZ – Cooperação Alemã para o Desenvolvimento é uma empresa Alemã que oferece serviços, a nível mundial, na área da cooperação internacional para o desenvolvimento sustentável
  • O Programa Desenvolvimento Economico Sustentável em Moçambique – ProEcon, financiado pelo Ministério de Desenvolvimento Economico e Cooperação (BMZ) e implementado pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH – GIZ, tem como objetivo que as micro, pequenas e médias empresas usem condições melhoradas para o crescimento inclusivo
  • Com foco nas províncias de Inhambane, Sofala e Manica, ProEcon está estruturado em três áreas de intervenção: 1) Melhoria do Ambiente de Negócios; 2) Desenvolvimento do Sector Privado e 3) Desenvolvimento do Sistema Financeiro. Através do cofinanciamento da União Europeia, ProEcon vai ampliar proximamente as intervenções das áreas de intervenção 2 e 3 às províncias de Nampula e Zambézia, esta nova intervenção denominada Promove Agribiz, esta diretamente relacionada com a experiencia acumulada de ProEcon
  • A posição aqui apresentada está integrada na área de intervenção 3 – Desenvolvimento do Sistema Financeiro no marco do programa ProEcon e responde a necessidade da Área de Intervenção 3 de ProEcon; que almeja o aumento de MPME com acesso a serviços financeiros em áreas rurais contribuindo para maior crescimento das MPME, a formalização da economia e a criação do emprego
  • O/a Assessor/a para o desenvolvimento do sistema financeiro terá a função de fazer a supervisão da qualidade técnica de ligações financeiras na província de Sofala, tendo como local de trabalho o escritório de ProEcon na cidade de Beira
  • Será responsável pela coordenação da implementação de atividades relacionadas com serviços financeiros ao nível provincial em Sofala
Funções
  • Avaliar e identificar oportunidades para iniciativas de ligação financeira com instituições financeiras formais MPME rurais, funcionando na província de Sofala, integrados em grupos informais de poupança e credito, associações, esquemas de negócios inclusivos e outras formas similares de agregação
  • Dar assistência técnica às instituições parceiras de ProEcon, na província de Sofala, que viabilizam a ligação financeira de MPME com instituições financeiras formais; o foco da assistência técnica envolve o fortalecimento das capacidades técnicas da equipa do parceiro e também a gestão das inovações de processos que forem necessários
  • Participar activamente nas negociações com instituições financeiras na província de Sofala, para concretizar projetos de ligações financeiras sustentáveis operacional e financeiramente
  • Supervisionar o trabalho dos bancos comerciais parceiros que desenvolvam redes de agentes na província, apoiando ativamente na identificação de potenciais agentes bancários para serem contratados pelos bancos parceiros
  • Supervisionar as actividades e assegurar a monitoria mensal de ligação financeira das MPME na província de Sofala
  • Supervisionar a aplicação adequada dos instrumentos de financiamento de atividades, e.g. contrato de prestação de serviço pelo ProEcon em Sofala
  • Organizar, facilitar e monitorar os encontros técnicos com parceiros e com a equipe, considerando a estructura de gestão do programa ProEcon
  • Garantir a permanente actualizaçâo do sistema de Monitoria de ProEcon para as atividades em Sofala
  • Aplicar instrumentos de gestão de conhecimento que permitam aos parceiros monitorar, desenhar lições aprendidas e disseminar as experiências
  • Aplicar e contribuir para o uso adequado de todas as ferramentas de gestão da GIZ
  • Providenciar informações que retroalimentem os processos do Programa a nível nacional, especialmente como insumo para a estratégia nacional e os bancos comerciais
  • Participar activamente em reuniões do programa e da equipe.
  • Participar e contribuir nos processos de planificação de atividades assim como nas reuniões do coordenação das atividades do projeto a nível local e nacional
Requisitos

 

  • Licenciado ou Técnico Superior, preferencialmente em Economia, Administração, Gestão financeira e bancária, contabilidade ou áreas afins; o grau de mestre é desejável
  • Pelo menos sete (7) anos de experiência profissional; desejável no sector de microfinanças ou sector bancário, incluindo experiência comprovada de trabalho na provisão de serviços financeiros nas áreas rurais. Possuir experiência em trabalho com grupos de poupança e crédito em zonas rurais será uma qualidade adicional que reforce a candidatura
  • Conhecimentos e experiencia prática sobre serviços financeiros inovadores, tais como a banca móvel, agentes bancários, etc
  • Conhecimento e compreensão de gestão de projetos de cooperação internacional, incluindo processos de monitoria orientada a resultados e de sistematização/apresentação de experiências
  • Bom conhecimento da área geográfica de intervenção é considerada uma vantagem
  • Fluência em português e muito bom conhecimento de inglês falado e escrito. Conhecimentos de línguas locais moçambicanas da região de Sofala considerado uma vantagem
  • Sólidos conhecimentos informáticos (MS Word, Excel, PowerPoint; Outlook)
  • Boa capacidade de organização do trabalho e de comunicação
  • Disponibilidade para viajar frequentemente aos distritos da província de Sofala e às outras províncias de intervenção de ProEcon
  • Orientação a resultados e soluções, com vontade de desenvolver as próprias capacidades conforme exigido pelas tarefas a serem executadas
  • Alta capacidade de trabalhar em equipa
Notas
  • Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados

 

Detalhes


Perguntas Frequentes

Como posso candidatar-me a vagas através do emprego.co.mz?

Ler artigo

 

Fonte:Emprego

Leave a Reply

Your email address will not be published.