O torneio regional da Cosafa arranca já esta terça-feira, em Durban, na vizinha África do Sul, com a disputa da fase de grupos, onde os Mambas estão isentos. Seychelles e Botswana abrem as hostilidades no King Zwelithini Stadium, local que vai acolher grande parte dos jogos desta competição.

Ainda esta terça-feira, haverá o embate entre Angola e Comores, também a contar para o grupo A. Esta partida terá a arbitragem do internacional moçambicano, Zacarias Horácio Balói.

O árbitro internacional vai fazer a sua terceira aparição nesta competição, desempenhando as funções de árbitro-assistente. Balói foi chamado pela primeira vez em 2016, depois de ter sido assistente num jogo da Taça Nelson Mandela, na então Suazilândia, actual eSwatini.

Licenciado em Estatística pela Universidade Eduardo Mondlane, Zacarias Baloi, de 30 anos de idade, esteve num jogo da Liga dos Campeões este ano, entre Petro de Luanda de Angola e SuperSport United da África do Sul, jogo realizado na capital angolana.

Para além de Zacarias Baloi, que será assistente nesta competição, Simões Guambe é outro árbitro moçambicano que consta da lista dos 25 juízes escalados para o torneio.

Guambe, de 37 anos de idade, participa pela primeira vez nesta competição, apesar de ser árbitro principal internacional desde 2017.

Os dois árbitros moçambicanos beneficiaram-se de uma formação de actualização em matérias de leis de jogo, que terminou esta segunda-feira. O torneio Cosafa será dirigido por 14 árbitros principais e 11 assistentes.

Depois das partidas desta terça-feira de arranque da prova, pelo grupo A, entra em cena, quarta-feira, o grupo B, com os jogos entre Maurícias e eSwatini e entre Lesotho e Malawi.

A primeira fase da Cosafa 2022 termina a 10 de Julho, sendo que os quartos-de-final arrancam dois dias depois. Nessa fase, entra em acção a selecção de Moçambique, que defronta a África do Sul.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.