“Os jogadores foram briosos, incansáveis, souberam sofrer, souberam ouvir muitas vezes os meus palavrões, e mais com humildade, com muito trabalho, com muito empenho, conseguimos este feito que muitos nem sequer acreditavam, mas a caminhada faz-se caminhando é mais um percurso na nossa etapa, porque esta geração de jovens, ao acreditar no seu potencial, pode dar um salto. Ao acreditar que conseguem juntos, até porque a selecção não é de Chiquinho Conde, mas de todos” referiu o técnico da selecção de todos nós. Mais adiante, Conde revelou que a participação na COSAFA, foi fundamental para a preparação dos Mambas para a eliminatória. “Aproveito para agradecer a colaboração de todos os treinadores do Moçambola, porque só trabalho, neste caso, com jogadores do campeonato nacional. Recebi os jogadores em condições que recebi e pudemos trabalhar arduamente dentro deste tempo, fazendo três jogos em cinco dias na Taça Castle. Não conseguimos os nossos intentos, nem conseguimos chegar à final, mas o nosso foco nunca foi mudado, era em função da nossa preparação para esta qualificação” disse.A próxima eliminatória será diante do Malawi, em Outubro próximo.

Fonte: Folha de Maputo

Leave a Reply

Your email address will not be published.