Do rol de material roubado destaca-se carris, travessas metálicas, balastro e bombas de engate.

Segundo a RM, os dados foram divulgados esta terça-feira na Beira, no final da sétima sessão ordinária do conselho dos serviços de representação do Estado em Sofala, pelo porta-voz do encontro, Octávio Chicoco.

Segundo Octávio Chicoco, no período em alusão foram reportados cerca de cem casos de roubo e vandalização do material ferroviário sendo que maioritariamente ocorreram nas linhas férreas de Sena e Machipanda.

O responsável considera a situação alarmante uma vez que põe em perigo a circulação de comboios.

O conselho de representação do Estado em Sofala quer o envolvimento das lideranças comunitárias na vigilância e denúncia dos suspeitos.

Entre outros assuntos, a sétima sessão do conselho dos serviços de representação do Estado em Sofala, analisou também a proposta da revisão da política nacional de terras.

Fonte: Folha de Maputo

Leave a Reply

Your email address will not be published.