Locomotivas da Beira e de Nampula defrontam-se na 11ª jornada do Moçambola Zap 

 

É proibido perder e não conquistar os três pontos! As dezasseis equipas que militam no Moçambola têm consciência disso. Este fim-de-semana os artistas vão entrar em campo para pôr em prática o que ensaiaram nos treinos.

Por este e outros motivos esperamos um “show” de bola, muitos golos e despiques a “doer” entre os “digladiadores” dentro das quatro linhas. Comportamento que, eventualmente, vai deixar o público que estará presente nos campos em “delírios”. Prontos, haver vamos, sobre o que vai acontecer nesta jornada, onde o campeão em título, o Ferroviário da Beira, vai à Nampula medir forças com o seu homónimo.

A turma do “Caldeirão do Chiveve” vai para este jogo com o objectivo de conseguir um melhor resultado conseguido na 10a jornada (2-2) frente a Liga Desportiva de Maputo. Já os locomotivas de Nampula não estiveram em acção contra o Chingale, porque o jogo foi adiado para o dia 17 de Maio. Entretanto, espera-se uma partida de grande nível. Só não sabemos ainda qual é a locomotiva que vai descarrilar.

O Ferroviário de Maputo, que vem de uma vitória de 3-2 frente ao Textáfrica de Chimoio, vai fazer sala, no mítico e velhinho Estádio da Machava, o Chingale de Tete, num jogo que terá transmissão em directo na STV Notícias, quando forem 15 horas e 30 minutos de domingo.

As duas equipas têm uma diferença pontual abismal na tabela classificativa. Os locomotivas da capital têm 18 pontos, estão em quarto lugar. Os canarinhos de Tete somam 5 pontos, em penúltima posição.

Assim, prevê-se uma partida fácil para os pupilos de Lucas Bararijo. Mas atenção! O futebol é uma caixinha cheia de surpresas e o Chingale de Tete pode contrariar o favoritismo do Ferroviário de Maputo. 

O Textáfrica de Chimoio tem uma missão difícil. A formação vem a Maputo para medir forças com a Liga Desportiva de Maputo.

São duas equipas que se olharmos para aquilo que são os dados estáticos de todas as dez jornadas realizadas, claramente que os treinados de Daúdo Razaque levam vantagem. Por exemplo, a Liga encontra-se em segundo lugar com 20 pontos, tem 19 golos marcados e 10 sofridos. Enquanto o Textáfrica de Chimoio conta com 11 pontos, uma diferença pontual de nove. Os fabris do planalto têm nove golos e sofreram 15.

O Ferroviário de Nacala vai à Quelimane para “bater-se” com o 1º de Maio local. Ambas equipas empataram na jornada anterior. Os trabalhadores arrancaram um empate a uma bola diante da Associação Desportiva de Macuácua e o Desportivo de Nacala empatou com o Desportivo da mesma cidade sem abertura de contagem.

Noutro jogo não menos importante, o Maxaquene terá pela frente o Chibuto, no campo da segunda equipa. Esta época estas duas equipas já se defrontaram no relvado dos “guerreiros de Gaza”, num jogo amigável, de apresentação do plantel dos homens de Gaza e os donos da casa venceram por dois a zero. Os dois golos foram da autoria de Bruno.

A Associação Desportiva de Macuácua terá pela frente o Costa do Sol, outra equipa que está no pelotão da frente, rumo à conquista do título, que lhe foge há muitos anos.

O Ferroviário de Nacala não terá mãos a medir para receber a UP de Lichinga, formação treinada por Victor Matine e é a equipa sensação do Moçambola Zap 2017.

Subiu para o campeonato este ano e tem 13 pontos. Encontra-se na oitava posição.

http://opais.sapo.mz//index.php/desporto/74-desporto/44640-campeoes-nacionais-enfrentam-ferroviario-de-nampula-na-proxima-jornada-.html

Leave a Reply

Your email address will not be published.