MAIS de 300 mil cães e gatosvão receber a vacina anti-rábica em todo o país, no quadro das celebrações do Dia Mundial de Luta contra Raiva que se assinala amanhã.

Em Moçambique, a raiva é uma doença endémica e todos os anos são reportadas mortes devido à enfermidade, com a média de 50 casos por ano. As províncias de Nampula, Zambézia, Niassa, Inhambane e Maputo são as que mais casos de raiva humana apresentam.

Segundo os registos do Ministério da Saúde, em 2016, foram registados 94 óbitos em todo o país resultantes fundamentalmente de raiva contraída por mordeduras de cães, e a Direcção Nacional de Veterinária tem envidado esforços anualmente para a aquisição da vacina anti-rábica animal para a imunização de cães e gatos, a título gratuito.

Por recomendação da Aliança para o Controlo da Raiva, organização criada em 2006 e que trabalha em parceria com a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Centro de Controlo e Prevenção de Enfermidades (CDC), o dia 28 de Setembro de cada ano é celebrado como momento de reflexão no combate à doença.

As cerimónias centrais deste ano terão lugar no município de Moatize, província de Tete, e terão réplicas em todas as províncias.

Na cidade de Maputo, a OIE financiou a reabilitação de alguns compartimentos do canil da Faculdade de Veterinária da Universidade Eduardo Mondlane, que será inaugurado por ocasião do Dia Mundial de Luta contra a Raiva.

A entrega do empreendimento será dirigida por um representante da directora-geral da organização, que se desloca da França (sede da organização) a Moçambique para o efeito.

Adicionalmente, serão mobilizadas clínicas veterinárias privadas para o seu envolvimento na vacinação gratuita durante a semana de 25 a 29 de Setembro corrente. Esta actividade será também realizada no Hospital Veterinário da Faculdade de Veterinária.

Segundo um comunicado de imprensa recebido na nossa Redacção, as celebrações têm como objectivos divulgar e transmitir conhecimento sobre as medidas de prevenção e controlo da raiva animal às populações, vacinar cães e gatos contra a raiva.

Também têm em vista a divulgação das medidas de prevenção da raiva e sensibilizar os conselhos municipais para a necessidade de se criar e implementar a postura camarária, sobretudo no que concerne ao controlo de cães vadios nas urbes e a regulação da circulação dos mesmos na via pública.

O lema das comemorações do 11.º aniversário do Dia Mundial de Luta contra a Raiva é “Raiva: zero até 2030”.

As autoridades esperam melhorar o envolvimento comunitário na prevenção e controlo da raiva e o conhecimento sobre a doença, aumentar o nível de cobertura vacinal de cães e gatos e melhorar a prevenção de mortes de pessoas devido à raiva.

Fonte:http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/sociedade/71829-campanha-contra-raiva-visa-300-mil-caes-e-gatos.html

Leave a Reply

Your email address will not be published.