Cantor angolano atuará hoje em Maputo e amanhã em Nampula

As conferências de imprensa, embora sejam uma tradição no que concerne a anúncios de um determinado produto ou evento, não deixam de ser indícios de que realmente o que se pretende vai acontecer. Foi mais ou menos o que sucedeu, ontem, numa das instâncias turísticas da cidade capital do país.

Até esta cerimónia, voltada basicamente aos jornalistas, chegar ao meio não havia certeza absoluta de que os espectáculos de C4 Pedro – em Maputo e Nampula – iriam acontecer. É que a cabeça de cartaz ainda não se encontrava na sala de conferência. Espera-se que o mesmo atraso não ocorra no dia do concerto. Os organizadores garantem que sim, haverá pontualidade.

Hipóteses à parte, o certo é que o músico angolano está, mais uma vez, em Maputo e juntou-se aos outros artistas internacionais e nacionais que com ele vão dividir o palco, nomeadamente Jennifer Diaz, Iolass Pires, Adi Cuds e os moçambicanos Anita Macuácua, irmãos Baronet, Dj Faya e Mr. Bow, só para citar alguns.

Cada artista, em jeito de resposta às perguntas dos jornalistas, disse o que lhe parecia ser o show. Zander e Shellsy Baronet foram os primeiros a dizer algumas palavras: “Estamos muito satisfeitos por estar aqui. Só posso dizer que vamos trazer fogo”. Já Iolass, o autor do sucesso “Gata morena” espera que, hoje, toda a gente apareça para dar o apoio e agradece o convite para fazer parte deste espectáculo. Depois da curta explanação, Iolass cantou um trecho da sua famosa música, a pedido dos presentes.

Já C4 Pedro – quem justificou o atraso pelo facto de estar a vir de Portugal, onde também tinha um concerto – disse que vai trazer um espectáculo que o seu público está acostumado. A mesma perfomance que leva aos outros cantos do mundo vai fazer-se sentir nesses dois dias.

Já mesmo na cauda da conferência, foi dada a palavra a Anita Macuácua. A artista prometeu levar os seus grandes sucessos, garantindo um espaço privilegiado da marrabenta nesta festa que cruza Moçambique e Angola.

As questões administrativas não passaram à margem do concerto, afinal são questões que há muito interessa o público. A organização do evento diz que aprendeu dos eventos passados e garante uma boa organização: início há horas, limpeza permanente e segurança à altura.


Fonte:http://opais.sapo.mz//index.php/cultura/82-cultura/43801-c4-pedro-comeca-hoje-aventura-em-dois-palcos.html

Leave a Reply

Your email address will not be published.