Artistas nacionais e estrangeiros lançam colectiva de pintura e gravura

Mais do que intercâmbio cultural, é uma amostra de que a arte não tem barreiras. Francisco Sepulveda, do Chile, e Patrice Giorda, da França, são os artistas que se juntaram aos moçambicanos Naguib, Ulysses e Victor Sousa, a fim de expor suas obras de arte, escreve EMO.

Nesta exposição, de acordo com EMO, pretende-se criar uma pequena amostra de arte contemporânea através da participação de diversos artistas, desdobrando-se em múltiplas diferenças temáticas, técnicas e estilos, podendo ser importante na formação e sedimentação da sensibilidade estética, individual e colectiva.

A exposição denominada “Ao Encontro dos Ventos”, cria no campo das artes plásticas a multiplicidade de expressões, potencializa um contínuo processo de formação, de informação e de aperfeiçoamento para os mais jovens artistas e o público em geral, com acesso a um cruzamento de diferentes linguagens e consequentemente à formação de um olhar plural do mundo da arte, avança o site EMO.

A exposição vai decorrer na Fundação Fernando Leite Couto, em Maputo, a partir do dia 4, e termina no dia 30 deste mês.

 

 

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.