A Helvetas Swiss Intercooperation está a recrutar um Agrônomo, para Nampula, em Moçambique.

Descrição
  • O PROMAS busca contribuir para o aumento da renda dos pequenos agricultores, de forma que aumentem sua productividade e produção, o que, por sua vez, exige que estes adoptem o uso de tecnologias de insumos aprimoradas e apropriadas para suas zonas agro-ecológicas; adquiram e apliquem conhecimentos sobre boas práticas agrícolas sustentáveis. Para garantir a sustentabilidade das boas práticas agrícolas sustentáveis, o PROMAS promoverá respostas às mudanças climáticas e a outros choques. Os pequenos agricultores também precisarão ter acesso ao financiamento que lhes permita investir adequadamente na agricultura. O agrônomo será responsável pelo treinamento e consciencialização dos pequenos agricultores liderados pelo sector privado para garantir a adopção de tecnologias de insumos
Funções
Promover a consciencialização e a adopção da agroecologia
  • Consciencializar os parceiros do PROMAS e os Governos provinciais e distritais sobre os efeitos das mudanças climáticas e da agroecologia e, em conjunto, desenvolver formas de contribuir para a mitigação e a adaptação
  • Documentar as melhores práticas, estudos de caso, histórias de sucesso em agroecologia e usá-las e as visitas de exposição para influenciar o Governo a adoptar e promover a agroecologia usando uma abordagem de baixo para cima apoiadas em evidências
  • Colaborar com a equipe de Monitoria, Gestão de Resultados e Aprendizagem para definir metas, colectar resultados, analisar e divulgá-los
Pacote de tecnologia
  • Realizar uma avaliação rápida dos pequenos agricultores nos distritos-alvo para avaliar seu contexto de risco climático e de desastres, seu acesso à insumos e seu conhecimento técnico das boas práticas agrícolas sustentáveis
  • Facilitar o uso de manuais e panfletos de tecnologia de produção por agricultores líderes para treinar outros pequenos agricultores, assistentes de lojas de insumos para usar e dar compradores de insumos conhecimento sobre o produto e agentes baseados na aldeia. Cartas de Tecnologia para incluir boas práticas agrícolas sustentáveis, práticas agrícolas inteligentes em relação ao clima e práticas de agroecologia
  • Desenvolver um currículo e manuais de treinamento para parceiros, que, por sua vez, treinarão os agricultores líderes
Promover a agricultura sustentável
  • Em contacto com o Gestor de Agronegócios, facilitar o treinamento de agricultores liderado pelo sector privado em matéria das boas práticas agrícolas sustentáveis e agroecologia, usando a metodologia de parcelas de demonstração
  • Apoiar as empresas e cooperativas de sementes para que avaliem a adequação de suas variedades de sementes a diferentes zonas agroecológicas, de modo que promovam as sementes mais apropriadas para cada região
Informações meteorológicas
  • Promover um sistema de informações climáticas sazonais e futuras localizadas para informar os agricultores a fim de que tomem decisões e práticas informadas
  • Testar e validar modelos de negócios público-privados promissores para promover informações localizadas, confiáveis e oportunas sobre o tempo e o clima até a última milha
  • Apoiar o INAM, o SDAE e o DPAP para garantir o fornecimento e a disseminação de informações meteorológicas locais adequadas e robustas
  • Estabelecer contacto com outros projectos e agentes que promovem sistemas de informações meteorológicas (por exemplo, companhias de seguros como a Hollard)
  • Apresentar uma proposta de valor para que as empresas de insumos adicionem informações meteorológicas e práticas agro-ecológicas e outras boas práticas agrícolas sustentáveis cruciais usando diferentes canais de comunicação (por exemplo, rádio comunitária, aplicativos, panfletos)
Requisitos
  • Formação académica: Licenciatura (bacharelato) em Agronomia, mestrado em Agricultura Biológica, Desenvolvimento Rural ou similar
  • Mais de 5 anos de experiência relevante na área do desenvolvimento agrícola, desenvolvimento do sector privado no sector agrícola, agricultura biológica
  • Conhecimento dos princípios agro-ecológicos e da agricultura biológica
  • Proficiência nos pacotes informáticos relevantes para o cargo (especialmente Microsoft Excel e Word)
  • Fluência em português e inglês falado e escrito; o conhecimento das línguas locais é uma vantagem
  • Familiaridade com a implementação de projectos que apliquem a abordagem de desenvolvimento de sistemas de mercado
  • Conhecimento da realidade das comunidades locais no Norte de Moçambique
  • Boas capacidades de comunicação e de relacionamento interpessoal
Notas
  • Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados
  • Local de trabalho: Baseado em Nampula com deslocaçoes a Niassa e Cabo Delgado
  • Inicio de contrato: 1 de Março de 2024 até 31 de Dezembro de 2026 com possibilidade de extensão
  • A HELVETAS Swiss Intercooperation reserva-se o direito de receber exclusivamente candidaturas de pessoas de nacionalidade moçambicana. Encoraja-se a candidaturas femininas
  • Os interessados deverão enviar o CV com a carta de interesse, cópia de documentos relevantes e referências
    HELVETAS Swiss Intercooperation reserva-se igualmente o direito de contactar apenas os candidatos pré-selecionados

Detalhes


Perguntas Frequentes

Como posso candidatar-me a vagas através do emprego.co.mz?

Ler artigo

 

Fonte:Emprego

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *