O escritor Agnaldo Bata participa, dia 25, na mesa-redonda “Angola-Moçambique, será que a literatura africana lusófona conta outras histórias? Olhares cruzados”, na primeira edição da Feira do Livro Africano em Paris.

Próximo sábado, arranca a primeira edição da Feira do Livro Africano em Paris. No evento, estarão representados 30 editores e livreiros e 200 autores. Um dos autores em causa é Agnaldo Bata, que vai participar numa mesa redonda com o escritor angolano Ondjaki, tratando do tema “Angola-Moçambique, será que a literatura africana lusófona conta outras histórias? Olhares cruzados”.

Na capital francesa, a sessão irá decorrer entre às 11h30 e às 12h30, tendo como moderadora Maria Teresa Salgado, professora de literatura da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

A participação de Agnaldo Bata na sessão literária acontece graças ao convite feito pela Livraria Portuguesa-Brasileira em Paris, que se dedica à promoção da literatura dos países falantes de língua portuguesa. Segundo entende o autor de Na terra dos crocodilos e de Sonhos manchados, sonhos vividos, a sua participação na feira é “uma oportunidade ímpar de conhecer outros artistas africanos e com eles trocar experiências sobre a produção literária no nosso continente. Estar ao lado do Ondjaki, um ícone da literatura angolana e mundial, é uma grande honra”.

A primeira edição da Feira do Livro em Paris é dedicada exclusivamente às literaturas africanas e a programação do evento inclui sessões de desfiles de moda, exposições, música e projecção de filmes. Segundo constatou Agnaldo Bata, trata-se de um evento que se pretende anual, com a ambição de descobrir e fazer eco da pluralidade da escrita de um continente em plena mutação.
Em Paris, Agnaldo Bata e Ondjaki, em princípio, serão os únicos escritores da CPLP que irão participar numa feira maioritariamente dominada por artistas provenientes de países de língua oficial francesa e inglesa.

A mesa-redonda “Angola-Moçambique, será que a literatura africana lusófona conta outras histórias? Olhares cruzados” será presencial, no Mairie du 6è arrondissement de Paris. Depois da mesa redonda, Agnaldo Bata e Ondjaki irão assinar autógrafos no segundo dos três dias do evento literário.

Fonte:O País

Leave a Reply

Your email address will not be published.