d507ba0908a2194bccc9fb547e6b5908

MAPUTO- Em comunicado divulgado hoje, o Banco central recorda que em Assembleia-Geral realizada a 23 de Janeiro de 2017, em conformidade com o disposto nos Estatutos, os accionistas do Moza Banco SA, com o intuito de reporem o equilíbrio financeiro e o cumprimento dos rácios prudenciais em vigor, deliberaram proceder a um aumento de capital, e fixar o prazo de 23 de Março de 2017 para os accionistas exercerem o direito de preferência na recapitalização do Banco.

Entretanto volvidos dois meses, os accionistas do Moza Banco SA, não cumpriram com os requisitos estabelecidos para o exercício do direito de preferência na recapitalização da instituição, conforme revela o Banco central.

“Em face do acima referido e nos termos do comunicado emitido pelo Banco de Moçambique no dia 5 de Dezembro de 2016, o Conselho de Administração Provisório em coordenação com a Comissão de Avaliação, continuam com o processo de recapitalização do Moza Banco SA”, lê-se no comunicado.

Mostrando que accionistas do Moza Banco, deixaram escapar a oportunidade de recuperar a instituição financeira. Com ou sem accionistas o Banco de Moçambique assegura ao mercado, aos clientes e ao publico em geral que o Moza Banco continua a funcionar dentro da normalidade.
[FM]

http://www.folhademaputo.co.mz//pt/noticias/nacional/accionistas-do-moza-banco-nao-exerceram-direito-de-preferencia-na-recapitalizacao/

Leave a Reply

Your email address will not be published.