Duzentas e trinta e três casas ficaram total ou parcialmente destruídas em consequência da passagem do ciclone Fredy, afectando mais de oitocentas pessoas, na província do Niassa.

O temporal afectou com mais intensidade os distritos de Cuamba, Mecanhelas, Lichinga e Mandimba, onde deixou um rasto de destruições nas habitações, campos de produção, infra-estruturas viárias e eléctricas.

O delegado do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD), no Niassa, Friday Taibo, citada pela Rádio Moçambique, referiu que as famílias afectadas encontram-se em centros transitórios de acomodação e em casas de familiares dos distritos de Mecanhelas e Cuamba, onde recebem assistência em bens alimentares e não alimentares.

Leia mais…

Fonte:Jornal Notícias

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *